Poder 21/08/2017 11:39

Temer ganhou 185 presentes desde posse

Por Dinarte Assunção

Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil

No dia em que completou 76 anos de idade, Michel Temer ganhou um instrumento de medição de ângulos geográficos e astronômicos do comandante da Marinha, Eduardo Bacellar Leal Ferreira.

Já em 17 de maio deste ano, o mais turbulento de sua gestão, quando veio a público a delação da JBS, o mimo recebido foi um porta-retrato com desenho do mapa do Brasil.

Esses são alguns dos 185 presentes recebidos pelo presidente Michel Temer desde que chegou ao poder, em 12 de maio de 2016.

Pode parecer muito, inclusive pelo fato de o beneficiário ser dono da menor popularidade dos últimos 28 anos.

Mas o número e a relação das peças, obtidas pela Folha por meio da Lei de Acesso à Informação, mostram uma “tralha” bem mais modesta do que a recebida por Luiz Inácio Lula da Silva em seus oito anos de governo, por exemplo –mais de 9.000 itens, incluindo dezenas de peças de ouro e camisas de times de futebol.

A Folha também pediu acesso aos presentes dados a Dilma Rousseff, mas a resposta foi negativa sob o argumento de que os itens não estão mais em poder da União.

A lista de presentes a Temer inclui objetos recebidos de autoridades estrangeiras, como um vaso dado pelo presidente da China, Xi Jinping, uma mala e duas esculturas do primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, e dois copos para saquê do primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe. Veja aqui todos os itens.

Quando viajou à China, em setembro de 2016, Temer recebeu do prefeito de Xangai, Yang Xiong, um pijama masculino, “tamanho XL”.

Nem todos estão identificados. O presidente já recebeu oito presentes sem remetente, incluindo um facão e um chapéu de couro.

A Presidência afirma que os presentes ficam armazenados no Palácios do Planalto e do Alvorada, sob cuidados técnicos. Ao término do mandato, se o objeto for considerado público, será integrado ao patrimônio da União.
Se for classificado como privado, integrará o Acervo Privado do Presidente, que será levado ao término de seu mandato.

Na lista de mimos mais singelos, encontra-se um kit para unhas dado pela Orquestra Criança Cidadã, projeto social do Recife.

E duas canetas esferográficas, supostamente fornecidas a Temer pelo senador Cristovam Buarque (PPS-DF), que afirma se lembrar apenas de ter dado ao peemedebista uma bandeira do Brasil com a inscrição “educação é progresso” no lugar de “ordem e progresso”.

“Duas canetas esferográficas? Não me lembro. Vai ver que eu esqueci na mesa e eles acharam que era presente.”

Folha de S. Paulo

Dinarte Assunção

Biografia Dinarte Assunção é jornalista formado pela UFRN. Atuou em redações como repórter de cotidiano, economia e política. Foi comentarista político da TV Ponta Negra. Atualmente é reporter do Portal No Ar e compõe a equipe do Meio Dia RN, na 98 FM. É autor do livro Sobre Viver - Como Venci a Depressão e as Drogas. Nas horas vagas, assa panquecas.

Descrição Ponto ID é um blog para noticiar o que importa. E nada mais.