Poder 06/09/2017 12:01

Como fica o futuro da delação da JBS; veja perguntas e respostas

Por Dinarte Assunção

A decisão do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de abrir investigação que pode levar ao cancelamento da delação de três executivos do grupo J&F, dono da empresa JBS, pode ter consequências para o futuro da colaboração.

*

O que irá acontecer agora?

Os delatores Joesley Batista, Ricardo Saud e Francisco de Assis e o advogado Marcello Miller terão que depor até sexta-feira (8) para esclarecer o áudio.

O escritório Trench, Rossi e Watanabe terá que informar em cinco dias as causas da demissão de Miller e da advogada Esther Flesch, responsável pela contratação dele.

Por que os delatores fizeram a gravação?

Para a Procuradoria-Geral da República, aparentemente Joesley Batista e Ricardo Saud não sabiam que estavam se gravando. A suspeita é que tenham registrado o áudio por acidente, por não saberem operar direito o aparelho.

A investigação envolve todas as delações?

Não, apenas três (as Joesley Batista, Ricardo Saud e Francisco de Assis). No total, sete delatores da J&F fecharam acordo.

A delação dos três executivos pode ser invalidada?

Se ficar provada qualquer ilicitude, o acordo poderá ser revisto e até rescindido. Com isso, os delatores perderiam os benefícios que conquistaram, como imunidade processual.

Os delatores podem ser presos?

Questionado sobre a possibilidade de prisão, o procurador Rodrigo Janot disse que “tudo é possível”.

As provas obtidas com a delação podem ser anuladas?

A eventual rescisão da delação não invalida as provas e elas poderiam continuar sendo usadas em investigações e processos,, de acordo com Janot. Mas especialistas em direito penal dizem que há margem para a anulação.

A suspeita sobre a delação impede a PGR de apresentar nova denúncia contra Temer?

Segundo Janot, não. Ele diz que o calendário da Procuradoria será mantido. Mas a avaliação política é que a segunda denúncia chegaria enfraquecida, já que o cenário se tornou mais favorável ao presidente.

Folha de S. Paulo

Dinarte Assunção

Biografia Dinarte Assunção é jornalista formado pela UFRN. Atuou em redações como repórter de cotidiano, economia e política. Foi comentarista político da TV Ponta Negra. Atualmente é reporter do Portal No Ar e compõe a equipe do Meio Dia RN, na 98 FM. É autor do livro Sobre Viver - Como Venci a Depressão e as Drogas. Nas horas vagas, assa panquecas.

Descrição Ponto ID é um blog para noticiar o que importa. E nada mais.

Mais lidas