Notícias com a categoria "post"

28/09/2017 13:05

Fãs fazem petição para que Mulher-Maravilha seja bissexual em sequência de filme

Milhares de fãs pediram ao estúdio de cinema Warner Bros para que “Torne a Mulher Maravilha Bissexual” na sequência do filme de grande sucesso da personagem, lançado neste ano. Ela seria a primeira grande superheroína lésbica, gay, bissexual ou transgênero (LGBT).

Quase 6 mil pessoas assinaram uma petição no site “change.org” que foi iniciada por Gianna Collier-Pitts, ex-embaixadora estudantil do grupo norte-americano Aliança de Gays e Lésbicas contra a Difamação (Glaad, na sigla em inglês).

Collier-Pitts disse ter tomado a iniciativa porque a Warner Bros não abordou a sexualidade da Mulher Maravilha, embora se aluda há anos à probabilidade de ela ser bissexual, principalmente nos quadrinhos.

Greg Rucka, autor de quadrinhos norte-americano que produziu uma nova série da Mulher Maravilha para a editora DC Comics no ano passado, disse ao site de fãs de quadrinhos Comicosity que a superheroína é “obviamente” bissexual.

“Tudo que peço é que a Warner Bros reconheça Diana Prince diretamente pelo que ela é, pelo que sempre foi (independentemente de seus interesses amorosos atuais), e o que seu personagem poderia representar para milhões de pessoas”, escreveu Collier-Pitts na introdução à petição.

Ninguém da Warner Bros estava disponível de imediato para comentar.

Collier-Pitts disse que o padrão é muito baixo quando se trata de representar mulheres e personagens LBGTQ de maneira positiva.

De acordo com o Índice de Responsabilidade dos Estúdios de 2016 da Glaad, no ano anterior só 17,5 por cento dos 126 filmes lançados pelos sete maiores estúdios continham personagens LBGTQ.

Além disso, personagens LBGTQ masculinos presentes em lançamentos comerciais superam seus equivalentes femininos quase três vezes, mostrou a pesquisa.

A Mulher Maravilha voltou ao cinema neste ano interpretada pela israelense Gal Gadot e chegou ao topo das bilheterias em junho, graças a uma onda de críticas positivas e ao empoderamento feminino.

“Tornar a Mulher Maravilha bissexual no cinema faria dela o primeiro superherói abertamente LGBTQ de qualquer gênero no universo cinematográfico DC ou Marvel e consolidaria seu lugar como verdadeiro exemplo para mulheres de todas as idades e identidades”, argumentou Collier-Pitts.

F5, Folha de S. Paulo

28/09/2017 12:55

Ipea prevê crescimento do PIB em 2017 e 2018

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) prevê um crescimento de 0,7% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2017, e de 2,6% em 2018. De acordo com dados divulgados hoje (28) o consumo das famílias, as exportações e o crescimento agropecuário vão puxar o resultado neste ano.

A partir do terceiro trimestre, o Ipea prevê que a indústria e os serviços tenham um peso maior na recuperação da economia. Segundo o diretor da Diretoria de Estudos e Políticas Macroeconômicas (Dimac), José Ronaldo de Castro Souza Junior, a agropecuária teve um peso maior no primeiro semestre e atingiu um patamar muito elevado.

“Acreditamos que houve uma reversão cíclica e saímos da recessão”, disse Castro, que prevê uma retomada que se dará paulatinamente.

O Ipea reduziu a previsão de crescimento para 2018, que era de 3,4% na análise divulgada em março. Segundo Castro, havia uma expectativa de que a reforma da previdência seria aprovada no meio do ano, o que não aconteceu.

“Tornar mais sustentáveis os gastos públicos é essencial para que os investidores confiem nessa retomada e voltem a fazer investimentos mais de longo prazo, especialmente em infraestrutura”, disse ele, ao destacar que os estados e municípios também precisam equacionar questões fiscais para garantir a retomada do crescimento.

A previsão para 2017 e 2018 é que o PIB da indústria cresça 0,5% e 3,4%, enquanto os serviços, 0,1% e 2,2% respectivamente. A agropecuária deve crescer 12,5% neste ano e 3,5% no ano que vem.

Pela ótica das despesas, o PIB vai contar neste ano com um crescimento de 0,8% no consumo das famílias. Em 2018, a expansão prevista é 2,7%. O consumo do governo deve cair 1,9% neste ano e 0,2% no ano que vem.

A projeção é que o investimento (formação bruta de capital fixo) caia 2,5% neste ano, mas se recupere no ano que vem, com uma alta de 4,2%. Os dois lados da balança comercial também devem crescer nos próximos dois anos. Para as exportações, são previstas expansões de 5,6% e de 4,1%. Já para as importações, a projeção é altas de 3,6% e 5,1%.

Entre as variáveis macroeconômicas que favorecem esse cenário, na análise do Ipea, estão a inflação, projetada em 2,9% em 2017 e em 4,2% em 2018. O Ipea acredita que a taxa básica de juros em 7% no fim de 2017 e em 2018 também seja positiva para o crescimento.

Agência Brasil

28/09/2017 12:40

PF investiga mala da OAS e novas digitais em bunker de Geddel

A Polícia Federal investiga se há relação entre os R$ 51 milhões achados em um apartamento ligado ao ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) e a empresa OAS.

Alguns maços de dinheiro vinculados ao peemedebista estavam guardados em uma bolsa de couro com o logotipo da empreiteira.

Em 2014, a PF achou em um celular apreendido uma série de trocas de mensagens entre Léo Pinheiro, sócio da construtora, e o político.

Nas mensagens, o nome do do deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), irmão de Geddel, é citado como alguém que faria a articulação do recebimento de doação para campanhas do partido na Bahia em 2012.

Os diálogos tratavam, além de doações, de concessões de aeroportos, negócios privados, como um empreendimento em frente ao mar na capital baiana, e liberações de recursos da Caixa, banco no qual Geddel foi vice-presidente de 2011 a 2013, no governo Dilma Rousseff.

Segundo relatório recente da PF sobre o “quadrilhão” do PMDB na Câmara, a legenda recebeu oficialmente R$ 58,1 milhões da OAS nos anos de 2010, 2012 e 2014.

Procurada, a empreiteira não quis se manifestar.

Geddel está preso desde 9 de setembro no presídio da Papuda (DF). Ele cumpria prisão domiciliar desde 12 de julho, mas foi detido de novo após a descoberta do dinheiro.

Em depoimento na segunda prisão, o ex-ministro preferiu ficar em silêncio. Sua defesa diz que não comenta o assunto por não ter tido ainda acesso aos autos.

A polícia também tenta identificar de quem são outros fragmentos de impressões digitais achados em plásticos que embalavam as cédulas e nas malas.

No mesmo dia da apreensão dos R$ 51 milhões, a perícia conseguiu achar digitais do ex-ministro e de um aliado seu –Gustavo Ferraz, que também foi preso. A identificação foi fundamental para a decisão da prisão de ambos.

O terceiro caminho que a PF deve trilhar é o rastreamento de algumas das cédulas encontradas no apartamento. Parte do dinheiro ainda estava embalado em pequenos maços, dando a impressão de não ter sido mexido. Com o número de série das notas, a polícia pode descobrir, via Banco Central, por exemplo, as datas de retiradas.

Apesar de não ter conseguido identificar ainda a origem dos R$ 51 milhões, a PF afirma em relatórios que parte dos valores guardados por Geddel é propina paga pelo operador Lúcio Funaro, também preso na Papuda.

Em delação premiada, homologada recentemente, Funaro revelou pagamentos e documentos que comprovam voos para as entregas de valores ao peemedebista.

POLÍTICA

A situação de Geddel preocupa o Palácio do Planalto. Além de ser ex-ministro de Temer, o baiano sempre fez parte do núcleo mais próximo do presidente, incluindo os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (secretaria de Governo).

A Polícia Federal espera uma decisão do ministro Edson Fachin, relator do caso no STF (Supremo Tribunal Federal), para dar andamento para as investigações.

A descoberta dos R$ 51 milhões ocorreu em meio à Operação Cui Bono, que apura fraudes na Caixa Econômica, em primeira instância.

No dia da apreensão, a PF achou um recibo de uma funcionária de Lúcio Vieira Lima, o que fez o caso subir para o STF, que tem de autorizar uma investigação para pessoas que possuem foro, e ele é deputado.

Como há dois investigados presos, a expectativa é de que Fachin determine um pequeno prazo para que a PF termine as investigações e apresente as conclusões.

Há também a possibilidade de o ministro separar a apuração em duas partes, deixando o deputado fora da Operação Cui Bono, que assim poderia descer de novo para a primeira instância.

A PF até hoje não encontrou nenhuma relação de Lúcio Vieira Lima com fraudes na Caixa.

Procurado, o parlamentar não respondeu e nem atendeu às ligações.

Folha de S. Paulo

28/09/2017 09:38

‘Para de chorar porque o seu marido vai cansar’: o estigma da depressão pós-parto, que afeta 1 em 4 mães no Brasil

“Como uma mãe com um filho perfeito, lindo e saudável poderia estar triste? As pessoas não conseguem entender isso e te cobram”, diz a professora Elenise Costa, de 37 anos, sobre a depressão pós-parto.

Na época com 34 anos e casada há dois, Elenise Costa sonhava com o nascimento do primeiro filho. A gravidez não foi fácil. Por causa de complicações decorrentes de endometriose e um mioma, Elenise teve que parar de trabalhar e ficar de repouso desde a 18ª semana de gestação.

“Na gravidez, já comecei a me sentir um pouco triste,” diz. “Lembro que no dia do parto eu já me senti triste”.

Era o início do período mais difícil da vida de Elenise, que foi diagnosticada com depressão após o nascimento do filho. Por algum tempo, ela sofreu sozinha. Elenise diz que só conseguiu contar para o marido o que estava sentindo quando o filho tinha 15 dias. Cansada, preocupada, com taquicardia e tremores, ela tinha vergonha de admitir que não estava feliz com o começo da maternidade.

Moradora de Maricá, município da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, ela aos poucos compartilhou o que estava vivendo com amigos próximos e familiares, mas não recebeu o apoio do qual precisava. “Ouvi de pessoas que achei que poderia contar coisas do tipo ‘olha, fica bem porque você vai perder seu marido. Para de chorar porque o seu marido vai cansar'”, relata.

Resistir a procurar atendimento psicológico durante a gravidez ou após o parto não é incomum entre mulheres. Um estudo em andamento da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) entrevistou 221 gestantes que fazem o pré-natal em uma unidade da Escola Nacional de Saúde Pública em Manguinhos, região carente do Rio. Entre as entrevistadas, 32% apresentaram sintomas depressivos. No entanto, menos da metade dessas mulheres aceitou ser avaliada por um profissional especializado – 52% se negaram a receber ajuda.

“A gente tem sempre uma visão de que o serviço de saúde não oferece [atendimento voltado para a saúde mental de gestantes]. E muitas vezes não oferece mesmo. Só que o que nós encontramos é algo que consideramos mais sério ainda: elas não querem”, explica a pesquisadora Mariza Theme, responsável pelo estudo. (mais…)

28/09/2017 08:45

Feira de Livros e Quadrinhos de Natal terá espaço para o ensino da robótica

A edição 2017 da Feira de Livros e Quadrinhos de Natal (FLiQ), confirmada para acontecer entre os dias 5 e 8 de outubro, contará com uma programação voltada para a ciência, por meio do ensino da robótica. Além de diversificar a programação, a iniciativa tem a proposta de aproximar a tecnologia dos visitantes. Este ano, o evento será realizado no Complexo Cultural da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte, na zona Norte da capital.

Para fazer a alegria dos transeuntes, a Roboeduc – primeira escola de robótica e programação do Brasil – estará com estande durante os três dias da FLiQ, onde será possível conversar, passear e até dançar com os “robôs humanoides”, que recebem esse nome por apresentar características semelhantes às dos seres humanos.

O ambiente também contará com um MakerSpace, lugar onde será demonstrado como funciona um laboratório de fabricação digital com impressora 3D, óculos de realidade virtual 3D e controle de robôs. Na ocasião, a população poderá se divertir com a makey makey, uma espécie de plaquinha que substitui o mouse e o teclado, permitindo conectar quaisquer objetos ao computador, tornando a atividade ainda mais divertida.

Durante a feira, o estande também cederá lugar a um espaço infantil, onde as crianças poderão usar a criatividade para criar estruturas diversas com blocos de montagens e a um Estúdio de Youtuber e Estação Chroma Key, especiais para produzir fotos e vídeos sob a orientação de um profissional.

28/09/2017 08:04

Governo paga parcela de R$ 4 mil e inicia pagamento de setembro dia 29

O Governo do Estado paga neste dia 29, sexta-feira, parcela de R$ 4 mil a 21.800 servidores ativos, inativos e pensionistas que têm vencimentos acima deste valor. O pagamento representa R$ 87 milhões e será liberado após às 12h. O complemento dos salários acima de R$ 4 mil será pago no dia 5 de outubro, o que representa mais R$ 66 milhões. Também no dia 29 será pago o salário de setembro aos servidores da Educação e dos órgãos da administração que possuem arrecadação própria (DETRAN, IPERN, IDEMA, JUCERN, DEI). A folha da Secretaria de Educação e destes cinco órgãos contempla 23 mil servidores e soma R$ 53 milhões.

O secretário de Estado do Planejamento Gustavo Nogueira explica que o mês de setembro historicamente é o pior em arrecadação para os Estados e municípios. Ele cita como exemplo a receita do Fundo de Participação do Estado – FPE que este mês deve ficar em R$ 225 milhões. “Em agosto deste ano recebemos do FPE R$ 268 milhões, em julho R$ 236 milhões e em junho R$ 307 milhões. Esta redução no mês citado compromete a nossa capacidade de pagamento, e, mesmo com a receita total do Estado (Fonte: Tesouro) maior em termos reais em 4,5%, se comparado com igual período do ano de 2016, ainda não é suficiente para atingirmos o equilíbrio financeiro”, afirmou.

Gustavo Nogueira também informa que ao comparar o período de janeiro a 26 de setembro de 2017 com o mesmo período de 2014 a receita total do Estado (Fonte: Tesouro) apresenta uma queda real de -2,46%. “Buscamos o equilíbrio financeiro e condições para colocar a folha de pagamento em dia e ampliar a capacidade de investimentos do Estado. Esta é uma determinação do governador Robinson Faria que perseguimos e fazemos todos os esforços para alcançar. Entretanto também dependemos do crescimento econômico do país”, conclui o secretário de Planejamento.

28/09/2017 07:50

Número de doadores de órgãos cresceu 75% em sete anos

O número de doadores de órgãos no Brasil bateu recorde no primeiro semestre de 2017, em comparação com os seis meses iniciais dos anos anteriores. Foram 1.662 doadores, aumento de 16% em relação a 2016. Quando considerado o intervalo entre 2010 e 2017, esse percentual chega a 75%. A expectativa do Ministério da Saúde é que, até o fim deste ano, sejam contabilizados 3.324 doadores, o que poderá fazer com que o Brasil ultrapasse a meta de 16 doadores para cada grupo de milhão prevista para 2017.

Para ampliar o número de doadores, o país tem o desafio de informar e sensibilizar as famílias para que elas autorizem a realização de transplantes. Hoje, 43% ainda recusam a doação. A média mundial é de 25%, segundo a coordenadora do Sistema Nacional de Transplantes, Rosana Reis. Para mudar esse quadro, o Ministério da Saúde lançou hoje (27), Dia Nacional da Doação de Órgãos, a campanha Família, quem você ama pode salvar vidas.

A campanha busca estimular as pessoas a compartilharem com suas famílias o desejo de serem doadoras de órgãos. Isso porque, após a ocorrência da morte encefálica, é a família quem decide ou não pela doação.

“O Brasil é uma referência nessa área e nós temos procurado, com essa campanha, sensibilizar cada vez mais famílias para que autorizem o transplante de seus entes queridos que já não tenham mais possibilidades de continuar conosco, e que eles possam permitir que outras pessoas vivam com suas vidas”, detalhou o ministro da Saúde, Ricardo Barros, acrescentando que a operação garante expectativa de vida.

Segundo Rosana Reis, pesquisas de opinião registram amplo apoio dos brasileiros à doação. “O que a gente precisa é que essas famílias sejam suficientemente informadas e esclarecidas na hora em que a situação acontece”, completou.

Para isso, o ministério também fortalecerá ações de formação junto aos profissionais de saúde, que devem estar treinados para acolher as famílias e oferecer informações necessárias a elas sobre a importância dos transplantes.

Transplante também bateu recorde

O crescimento do número de doadores neste primeiro semestre fez o país registrar recorde no número de transplantes realizados no mesmo período. Ao todo, foram 12.086, o que representa um incremento de 8% em relação a 2016. Os transplantes de córnea foram os mais comuns: 7.865. Transplantes de órgãos diversos somaram 4.221. Segundo o ministério, foram realizados 2.928 transplantes de rim; 1.014 de fígado e 172 de coração. (mais…)

28/09/2017 07:46

Como criminosos conseguem fraudar cartões e compras online?

A prática de crime no Brasil contra estabelecimentos comerciais não fica restrita à violência cotidiana das grandes e pequenas cidades do país. Muito pelo contrário: a internet também é um alvo fácil para criminosos, ainda escondidos pelo anonimato. E quais são as principais formas que bandidos utilizam para levar vantagem?

Segundo estudo realizado pela Konduto, empresa que oferece soluções antifraude para lojas virtuais, pelo menos um em cada 28 pedidos feitos no varejo é realizado por um criminoso de posse de um cartão de crédito clonado. E a atividade é feita sem necessidade de grandes códigos ou hackers com conhecimento avançado.

Se não identificado pela loja, quem sai perdendo é o comerciante, com uma compra que provavelmente terá estorno, e o usuário regular do cartão, que terá dor de cabeça ao ter que buscar providências contra uma compra que não realizou. Confira abaixo as principais ferramentas virtuais usadas pelos criminosos. É claro que usar qualquer uma delas de forma criminosa pode acarretar em prisão para o estelionatário.

Gerador de CPF

O sistema é simples e basicamente cumpre o que seu nome sugere: ele gera combinações aleatórias de 11 dígitos do CPF de acordo com a verificação do algoritmo da Receita Federal. A Konduto diz que, para fins de teste, conseguiu com um script gerar 300 números aleatórios de CPF, dos quais 50 estavam atrelados a uma pessoa de verdade (um em cada seis). Ter o número de CPF de uma pessoa em mãos pode levar à exposição de outros dados. Para evitar isso, as empresas passaram a não confiar apenas na checagem de dados cadastrais e a combinar isso com outras técnicas.

Gerador de cartão de crédito

Bastante semelhante ao de CPF, ele consegue criar aleatoriamente milhões de sequências numéricas que podem estar ligadas a um consumidor. Assim, os criminosos conseguiriam dados sem obter informações de vazamentos. Os números são testados em lojas virtuais com baixa segurança ao simular várias compras de valor baixo até que um cartão real seja descoberto. Para evitar os testadores de cartões, a recomendação para quem mantém uma loja virtual é criar uma página final da compra que não entregue a informação se a compra foi aceita ou não. Por parte das possíveis vítimas, é sempre importante checar o extrato ou habilitar algum tipo de notificação de operações com o cartão. Caso haja alguma compra de pequeno valor e não reconhecida, é possível tomar medidas o mais rápido possível.

VPN (Virtual Private Network)

Não, ela não serve apenas para ver a Netflix dos Estados Unidos. A VPN é uma rede privada de computadores que se conectam de maneira virtual (como seu nome diz). Ela permite uma conexão anônima com a internet usando qualquer navegador, já que mascara seu IP (que seria semelhante ao “RG do seu computador” na conexão). Além de brasileiros que só querem ver filmes ou de funcionários que buscam trabalhar remotamente, a VPN também é usada por fraudadores e hackers. Nesse caso, as fraudes são barradas com monitoramento do comportamento do comprador.

UOL

28/09/2017 07:31

Mega-Sena acumula mais uma vez; confira as dezenas sorteadas

O concurso n° 1972 da Mega-Sena, que previa um prêmio de R$ 40 milhões, acumulou. Nenhuma aposta acertou as seis dezenas sorteadas na noite de hoje (27). Confira os números sorteados:

09 – 16 – 20 – 54 – 57 – 59 .

Oitenta e cinco apostas acertaram a quina e levam cada uma um prêmio de R$ 36.786,15. Mais de 5 mil apostadores acertaram quatro números e levam R$ 840,11 cada.

Com isso, o próximo sorteio, que será realizado no sábado (30), tem um prêmio estimado de R$ 47 milhões.

A aposta mínima na Mega-Sena é de R$ 3,50 e pode ser feita em qualquer lotérica do país até as 19h do dia do concurso.

Saiba como é calculado o prêmio

O valor arrecadado com o concurso da Mega-Sena não é totalmente revertido em prêmio para o ganhador. Parte do montante é repassada ao governo federal para investimentos nas áreas de saúde, educação, segurança, cultura e esporte.

Além disso, há despesas de custeio do concurso, imposto de renda e outros, que fazem com que o prêmio bruto corresponda a 46% da arrecadação. Dessa porcentagem:

35% são distribuídos entre os acertadores dos seis números sorteados (sena);

19% entre os acertadores de cinco números (quina);

19% entre os acertadores de quatro números (quadra);

22% ficam acumulados e distribuídos aos acertadores dos seis números nos concursos de final 0 ou 5.

5% ficam acumulado para a primeira faixa – sena – do último concurso do ano de final 0 ou 5.

Não havendo acertador em qualquer faixa, o valor acumula para o concurso seguinte, na respectiva faixa de premiação.

Os prêmios prescrevem 90 dias após a data do sorteio. Após esse prazo, os valores são repassados ao Tesouro Nacional para aplicação no Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies).

Agência Brasil

28/09/2017 07:21

Notificado, Temer inicia ação antidenúncia para salvar mandato

Com o início da tramitação de denúncia por organização criminosa e obstrução judicial, o presidente Michel Temer mobilizou ministros, assessores e deputados para uma operação salva-mandato.

Na tentativa de barrar acusação contra ele, o peemedebista discute o remanejamento em cargos de segundo e terceiro escalões, a liberação de emendas parlamentares e trocas na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça).

ameaça de rebelião dos partidos do chamado centrão, contudo, tem colocado em risco a estratégia do presidente, que abriu o gabinete presidencial para receber parlamentares de siglas como PR, PSD, PP e PTB.

Os partidos têm reivindicado mais espaço na Esplanada dos Ministérios, como o controle do Ministério das Cidades e a Secretaria de Governo. Até o momento, contudo, o presidente tem resistido a cedê-los.

Nesta quarta-feira (27), o presidente da CCJ, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), disse que fará a tramitação conjunta da denúncia, com apenas um relator, contra o presidente e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral).

A escolha era a desejada pelo Palácio do Planalto, que avaliava o risco de que, em uma tramitação fatiada, pelo menos um dos ministros acabasse afastado, o que poderia agravar a crise política.

Partidos da oposição e do centrão, no entanto, ameaçam aprovar nesta quinta (28) o fatiamento. O objetivo é aumentar o poder de barganha das siglas governistas em relação a emendas e cargos.

Uma demonstração da insatisfação foi dada na terça-feira (26), quando foi deflagrada uma rebelião na base aliada que quase retirou o foro privilegiado de Moreira.

A medida que lhe dá status de ministro foi aprovada por uma diferença de apenas cinco votos.

Para evitar uma nova rebelião, o presidente pediu a ministros de partidos do centrão que atuem junto a suas bancadas parlamentares.

Nos encontros com deputados, o peemedebista tem reafirmado a sua defesa contra a denúncia, desqualificando a acusação apresentada pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot.

Até o momento, houve duas substituições na CCJ, mas o Palácio do Planalto tem pressionado por pelo menos mais duas: de Expedito Netto (PSD-RO) e Jorginho Mello (PR-SC). Os dois votaram contra o presidente na primeira denúncia, por corrupção.

O peemedebista também tenta evitar que o PSB substitua Danilo Forte (CE) e Fábio Garcia (MT), alinhados ao Palácio do Planalto. Com esse objetivo, ele se reuniu na terça-feira (26) com a líder da sigla, Tereza Cristina (MS).

A meta do presidente é conseguir pelo menos 43 votos contra a denúncia na CCJ, que iniciará a tramitação da acusação nesta quinta (28).

Nas palavras de um auxiliar presidencial, é necessário conseguir um placar melhor do que a denúncia anterior para corroborar discurso da defesa do peemedebista de que ela é mais frágil.

O nome mais forte para a relatoria é o do deputado federal Evandro Gussi (PV-SP), próximo ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

Na última denúncia, Temer ficou ressentido com o fato de a bancada do PSDB em SP ter votado quase toda pelo prosseguimento da acusação.

Em conversas reservadas, o peemedebista disse que o governador não se esforçou para ajudá-lo.

Temer foi notificado na tarde desta quarta para que apresente sua defesa.

O primeiro-secretário da Câmara, Fernando Giacobo (PR-PR), entregou o documento ao subchefe de Assuntos Jurídicos da Casa Civil, Gustavo Rocha, no Planalto. O assessor presidencial também recebeu as notificações contra Padilha e Moreira.

Folha de S. Paulo

Dinarte Assunção

Biografia Dinarte Assunção é jornalista formado pela UFRN. Atuou em redações como repórter de cotidiano, economia e política. Foi comentarista político da TV Ponta Negra. Atualmente é reporter do Portal No Ar e compõe a equipe do Meio Dia RN, na 98 FM. É autor do livro Sobre Viver - Como Venci a Depressão e as Drogas. Nas horas vagas, assa panquecas.

Descrição Ponto ID é um blog para noticiar o que importa. E nada mais.

Mais lidas