Notícias com a tag "lula"

21/08/2017 08:38

Foto: Monica Bergamo/Folhapress

Em Sergipe, Lula diz que ‘talvez’ tenha cometido erros no governo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva admitiu, no fim da tarde de domingo (20), erros à frente do governo. Usando a expressão “talvez” e falando no plural, o petista, no entanto, dividiu a responsabilidade com a sucessora Dilma Rousseff.

“Sei que não fizemos tudo, talvez tenhamos cometido erros. Se a companheira Dilma estivesse aqui, com certeza iria reconhecer que teve erros”, afirmou, durante sua passagem por estância Estância (SE). A cidade é uma das paradas de sua caravana pelo Nordeste, região pela qual o ex-presidente viaja desde a semana passada.

Dois dias antes, Lula criticou a ex-presidente, queixando-se até da resistência dela em convidar o atual ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, para integrar seu governo.

Ao falar dos processos a que responde, Lula disse, sobre um palanque, que a elite não o perdoava por ter levado filé à mesa do pobre.

“Eu resolvi andar porque vocês sabem o que estão tentando fazer comigo. Tenham certeza que o problema não é o Lula. O problema são vocês”, disse ele, listando ações de seu governo.

“Eles não nos perdoam. Eles não me perdoam porque os pobres começaram a viajar a São Paulo de avião”, afirmou.

Lula afirmou ainda que o governo quer fazer novas privatizações: “Essa gente quer vender tudo, o Banco do Brasil, a Caixa, a Petrobras, a BR”.

CHORO

O ex-presidente chorou ao lamentar a morte do ex-governador de Sergipe, Marcelo Déda, e do ex-senador José Eduardo Dutra, ambos petistas, e de sua mulher, Marisa Letícia.

Vaiado ao ser anunciado no palanque, o governador Jackson Barreto (PMDB) também chorou quando Lula agradeceu publicamente por sua lealdade a Dilma.

“Quero te dizer foi um dos poucos de governadores deste país que mostrou ter caráter e não teve medo de apoiar a companheira Dilma. Eu sou agradecido. Na noite em que Dilma estava sendo torturada, nós estávamos no Alvorada e apareceram os cinco governadores do PT e o companheiro Jackson, porque os outros não tiveram coragem de ir”, contou o ex-presidente.

Folha de S. Paulo

19/08/2017 08:25

Foto: Marcos Alves/Agência O Globo

Doria diz que, se Lula é Messi, ele é Neymar

Falando para uma plateia fechada de empresários e políticos em Fortaleza, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), rebateu nesta sexta-feira (18) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.”O Lula me atacou e disse que é o Messi. Pois então, Lula, eu te digo que eu prefiro ser o Neymar, que é brasileiro e negro, que sabe o que fazer com a bola, sabe defender as cores do Brasil. A minha seleção não é a Argentina”, afirmou Dória. 

O tucano usou o evento para criticar a declaração feita na manhã desta sexta-feira (18) pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que, como Doria, está em caravana pelo Nordeste. O petista começou na quinta-feira (17) a turnê e nesta sexta-feira (18) visitou Cruz das Almas, no interior baiano. Doria passou por Salvador e Natal antes de chegar à capital cearense. Ainda tem eventos em Recife e Campina Grande (PB).

Na manhã desta sexta-feira, Lula afirmou à rádio Metrópole, em Salvador, que Doria “faz tipo, como se fosse um cara de novela” e se comparou aos astros do Barcelona e do Real Madrid, Leonel Messi e Cristiano Ronaldo,respectivamente.

“Ele tem um papel a seguir. O papel dele é o seguinte: eu vou atacar o Messi ou Mascherano no Barcelona? Vai no Messi! Vou atacar o Sergio Ramos ou Cristiano Ronaldo no Real Madrid? Ele pega a pesquisa –e é isso que deixa essas pessoas loucas. Eu estou apanhando quem nem cachorro vira-lata, e quando esses caras têm uma pesquisa, eu estou na frente na espontânea, na estimulada, ganho no primeiro, ganho no segundo turno, ganho de todos juntos”, disse Lula em entrevista. (mais…)

18/08/2017 11:07

Lula se compara a Messi e diz que Doria ‘cumpre papel’ ao atacá-lo

Um dia depois de iniciar sua caravana pelo Nordeste,o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se comparou ao jogador argentino Lionel Messi e criticou o prefeito de São Paulo João Doria (PSDB), afirmando que o tucano “saiu do nada” para atacá-lo.

“Ele faz tipo um cara de novela. Tem um papel a cumprir. Vou atacar Mascherano [zagueiro do Barcelona] ou Messi [atacante do time]? Tô apanhando que nem cachorro vira-lata e quando esses caras veem uma pesquisa, eu tô na frente”, disse Lula em entrevista à Rádio Metrópole, da Bahia.

Lula ainda afirmou que Doria “saiu do nada” e que não o conhecia: “Eu queria que ele governasse São Paulo, só isso. Primeiro vai ter que comprovar que ele pode fazer. Uma coisa é gerir quitanda, outra coisa é gerir uma cidade”, disse.

Na entrevista, Lula ainda afirmou que será candidato à Presidência da República “para ganhar”. E que, mesmo se for impedido pela Justiça de concorrer, terá papel de protagonismo na campanha presidencial.

“Serei cabo eleitoral mais valioso deste país. Eu serei como o Neymar está para o PSG, eu estarei para as eleições de 2018. Eu estou muito tranquilo e consciente do que precisa ser feito para este país”, afirmou.

O petista citou como possíveis candidatos do PT os governadores petistas Rui Costa (Bahia), Fernando Pimentel (Minas Gerais), Camilo Santana (Ceará) e Wellington Dias (Piauí), além do ex-ministro Jaques Wagner.

“DEVIA BEIJAR MEU PÉ”

Lula voltou a criticar a Operação Lava Jato e a imprensa e afirmou que o juiz Sérgio Moro o condenou para atender interesses da Rede Globo.

“O apartamento do tríplex não é meu, saiu na sentença do próprio Moro que não é meu, mas fui condenado, porque, se eu não fosse condenado, como é que Moro ia se explicar com a Globo? Com o Jornal Nacional?”, afirmou Lula.

Segundo o ex-presidente, o Ministério Público “construiu uma mentira” ao comparar o PT a uma organização criminosa e afirmar que ele seria o chefe desta organização.

“Então, tudo o que Lula fez no governo foi para roubar. Essa tese não se sustenta. E qual é a preocupação minha? Eles não tem como sair dessa mentira”, afirmou.

Por fim, o petista voltou a lamentar a decisão da Justiça Federal de suspender a entrega de um título de doutor honoris causa da UFRB (Universidade Federal do Recôncavo Baiano) acatando ação do vereador de Salvador Alexandre Aleluia (DEM).

“Fico com pena do vereador, é tão medíocre. Primeiro porque ele deveria me dar o título, ele sabe que faz parte da elite política perversa. Aquela universidade lá tem o maior percentual de negros. Ele deveria beijar meu pé”, afirmou.

Nesta sexta-feira (18), Lula visitará as cidades de Cruz das Almas e São Francisco do Conde, no recôncavo baiano. A caravana deve durar 20 dias e passar por 28 cidades do Nordeste.

Folha de S. Paulo

18/08/2017 08:39

Marlene Bergamo/Folhapress

Lula diz não ser o problema do país: ‘Se fosse, me matava’

No primeiro discurso da caravana pelos Estados nordestinos, em Salvador, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se comparou a Tiradentes, criticou as elites “de São Paulo” e disse não ser o problema do país.

“O problema [para os adversários] não é o Lula, são os milhares de brasileiros que tem consciência política. Se o problema fosse eu, eu me matava”, disse, afirmando na sequência que não quer ser “nenhum revolucionário, mas um despertador de consciências”.

Ao citar o mártir da Inconfidência Mineira, Lula disse que Tiradentes foi resgatado e transformado em herói durante a Proclamação da República pela elite que apoiou a sua morte no final do século 18. “Gente lá de São Paulo”, afirmou.

Falando para uma plateia de militantes petistas, Lula falou que está sofrendo uma “perseguição”.

“Eles pensam que me incomodam, e às vezes incomoda, mas não estou com medo do que está acontecendo comigo. Mas [estou com medo] dos milhões de crianças que estão ficando desnutridas no Brasil, do Brasil ter voltado ao mapa da fome”, disse o ex-presidente.

HOMENAGEM BARRADA

Lula também lamentou a decisão da Justiça Federal de suspender a entrega de um título de doutor honoris causa da UFRB (Universidade Federal do Recôncavo Baiano). E criticou o vereador de Salvador Alexandre Aleluia (DEM), que moveu a ação popular pedindo a suspensão da honraria.

“Ele tem o direito de não gostar de mim porque ele é do DEM e quem é do DEM não precisa gostar de mim porque eu não gosto deles. () Talvez esse vereador não pediu [a suspensão] pelo que eu fiz, ele está com medo é que eu receba o título pelo que vamos fazer daqui para frente”, afirmou.

O ex-presidente afirmou que a entrega do título é “uma formalidade”, mas que vai à cidade de Cruz das Almas, sede da universidade, “dar um beijo na testa do reitor e dos professores e um abraço nos alunos”.

DORIA E CRACOLÂNDIA

No ato, Lula fez o lançamento de uma das etapas do site Museu da Democracia e criticou a decisão da Justiça de embargar a cessão do terreno em São Paulo onde seria erguido um memorial para brigar o seu acervo presidencial. Ele vai prestar depoimento à Justiça sobre o terreno.

E arrematou com uma crítica ao prefeito de São Paulo João Doria, que intensificou sua agenda no Nordeste nesta semana.

“Nós íamos fazer [o museu] na região da cracolândia. () Se o prefeito de São Paulo já invadiu a cracolândia, imagine se fizermos o Museu da Democracia na cracolândia o que vai acontecer”, disse.

Nesta sexta-feira (18), Lula visitará as cidades de Cruz das Almas e São Francisco do Conde, no recôncavo baiano. A caravana deve durar 20 dias e passar por 28 cidades do Nordeste.

Folha de S. Paulo

17/08/2017 10:08

Lula inicia caravana pelo Nordeste nesta quinta

O ex-presidente Lula vai transitar, a partir desta quinta-feira (17), por território marcado por tensão política.

Disposto a demonstrar força após sua condenação em primeira instância e às vésperas de um novo depoimento ao juiz Sergio Moro, Lula desembarca em Salvador para largada de uma caravana que se encerrará em 5 de setembro, no Maranhão.

Apesar de liderar as pesquisas eleitorais no Nordeste, ele terá que transpor pedras no caminho.

Ponto de partida, a Bahia é governada por Rui Costa, petista que chegou a defender em privado a permanência de Michel Temer na Presidência para evitar a ascensão do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Antecessor de Costa, o ex-ministro petista Jaques Wagner também sustentou a tese de que Maia poderia surpreender no cargo, prejudicando o PT. Maia é do mesmo partido do prefeito de Salvador, ACM Neto, principal adversário do PT no Estado.

À época das declarações, o governador da Bahia negociava com Temer a liberação de empréstimo de R$ 600 milhões. No dia 13 de julho, data da votação da denúncia contra Temer na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, a autorização para o empréstimo foi publicada no “Diário Oficial” da União.

Mas, segundo o senador Otto Alencar (PSD-BA), o ministro Eliseu Padilha (Casa Civil) telefonou-lhe informando que, em atendimento a ordens superiores, o empréstimo não seria liberado. “Houve uma gestão do DEM sobre o presidente para que o empréstimo não fosse concretizado”, afirma o senador.

No domingo (13), Wagner acusou, em discurso, o DEM e o PSDB do Estado de impedir o empréstimo. Disse que obras viárias estão paradas em decorrência do que chamou de mesquinharia dos adversários. Segundo o ex-ministro, o próprio presidente telefonou a Rui Costa informando que os recursos chegariam aos cofres do Estado.

O deputado federal José Carlos Aleluia (DEM-BA) rebate: “Não temos nada a ver com o desespero financeiro do governador. Ele tentou uma barganhar com o governo Temer, trocando votos contra a licença para processar o presidente por um empréstimo”.

Potenciais adversários nas eleições para o governo baiano em 2018, Costa e ACM Neto travam duro embate público. O prefeito nega ingerência para impedir o repasse. Chamando a acusação de “absurda e despropositada”, ironiza o que chama de obsessão de Wagner por ele.

“Não faço com eles o que fizeram comigo durante quatro anos de governo Dilma”, disse ACM Neto. Apesar da disputa, o prefeito soteropolitano afirma que não está prevista, por parte do DEM, qualquer manifestação contra Lula no Estado.

OUTROS ESTADOS

Já em Alagoas, onde o ex-presidente fará uma travessia de lancha sobre o rio São Francisco, circula nas redes sociais uma convocação para protestos nas cidades de Penedo e Arapiraca.

No Ceará, Lula se defrontará com mal-estar em torno da íntima relação do governador Camilo Santana (PT) com os irmão Cid e Ciro Gomes, do PDT.

Uma semana antes da chegada de Lula, participaram de atos públicos, ao lado do presidente nacional pedetista, Carlos Lupi, numa clara demarcação de território.

Lupi diz que a viagem ao Ceará serviu para “reafirmar o partido como um todo e além da candidatura do Ciro a presidente”. Ele prega uma parceria com Camilo nas eleições de 2018.

No Maranhão, a dificuldade está na acomodação do governador Flávio Dino (PC do B) e da família Sarney em uma mesma atividade.

Em Pernambuco, o governador Paulo Câmara (PSB) poderá ser ponto positivo a Lula no percurso, embora seja tido como maior opositor do PT no Estado.

Na semana passada, Câmara recebeu o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad para almoço. Petistas não descartam uma aliança com o PSB no Estado.

Folha de S. Paulo

10/08/2017 11:25

MPF desarquiva inquérito contra Lula ligado ao mensalão

A Câmara de Combate à Corrupção do Ministério Público Federal (MPF) decidiu desarquivar inquérito contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, relacionado ao mensalão, que tem como base depoimento dado no final de 2012 pelo publicitário Marcos Valério.

No fim de 2012, portanto após ter sido condenado no escândalo do mensalão, Valério procurou o MPF para fazer diversas novas declarações sobre crimes envolvendo políticos. Em uma  delas, afirmou que R$ 7 milhões da empresa Portugal Telecom haviam sido canalizados para pagar dívidas eleitorais do PT.

O depoimento de Valério motivou a Procuradoria da República do Distrito Federal (PRDF) e a Polícia Federal (PF) a conduzirem um inquérito, mas após mais de dois anos de investigação, em setembro de 2015, os órgãos concluíram não ser possível provar as declarações do publicitário, pedindo pelo arquivamento da investigação.

No ano passado, entretanto, a 10ª Vara Federal de Brasília disse não concordar com o arquivamento, à luz de novas revelações trazidas à tona pela Operação Lava Jato, solicitando nova análise do MPF.  

A decisão da Câmara de Combate à Corrupção do MPF pelo desarquivamento, remetendo novamente o caso à PRDF, foi tomada em uma reunião no dia 29 de junho. O procurador da República Ivan Marx será o responsável pela investigação.

Agência Brasil

07/08/2017 08:41

PT quer aproveitar caravana de Lula pelo Nordeste para ampliar número de filiações ao partido

O PT vai aproveitar o giro de Lula pelo Nordeste para realizar atos de filiação em massa ao partido. Em ao menos dois Estados, Pernambuco e Paraíba, o ex-presidente chancelará a ficha de novos militantes. A sigla tenta dar continuidade ao crescimento do número de filiados que ocorreu após a condenação do ex-presidente pelo juiz Sergio Moro. Apenas entre os dias 12 e 31 de julho, a legenda recebeu 4.836 pedidos de ingresso em suas fileiras. Ao todo, no mês, foram 5.141 pedidos.

Identidade Os petistas decidiram promover debates temáticos durante a passagem da caravana de Lula por alguns Estados. Em Pernambuco, o foco será o que a sigla chama de “desmonte” da atividade econômica, explorando a paralisação de obras vinculadas à Petrobras.

Em memória Haverá também um ato público no parque do Recife que foi batizado com o nome da mãe do ex-presidente Lula, Dona Lindu. Já no Ceará, o mote das mobilizações será o programa Mais Médicos.

Aquecimento Considerado o “plano B” a ser acionado pelo PT caso Lula se torne inelegível, o ex-prefeito Fernando Haddad embarca nesta semana para o Recife. Vai ministrar palestras em universidades do Estado —e também conversar com o governador Paulo Câmara (PSB).

Chega mais Câmara é citado como possível vice do petista numa eventual corrida pelo Planalto, em 2018.

Folha de S. Paulo

01/08/2017 10:18

Caravana pelo Nordeste levará Lula a 28 cidades em 20 dias

Condenado pelo juiz Sergio Moro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva inicia no dia 17 uma caravana pelo Nordeste brasileiro, região que conta com maior apoio popular. O petista percorrerá, de ônibus, 28 municípios, passando pelos nove Estados nordestinos.

Pela programação, o roteiro terá largada na Bahia e se encerrará no Maranhão, em 7 de setembro, apenas seis dias antes de novo depoimento que prestará a Moro.

Na manhã desta segunda-feira (31), o ex-presidente se reuniu com dirigentes petistas e da Fundação Perseu Abramo para planejamento dessa viagem. “É uma caravana que exige muito de cada companheiro. Será uma tarefa imensa, quase 22 dias de viagem. É preciso que haja um mínimo de infraestrutura”, afirmou Lula.

Ele terá os gastos cobertos pelo partido. Na reunião, Lula pediu que seja acompanhado por uma equipe pequena nas viagens de ônibus para que possa descansar. Ele justificou a recomendação alegando que já não tem o mesmo fôlego do passado.

Lula também pediu que fique acomodado em pousadas, não mais nas casas de colaboradores como ocorrido nas Caravanas da Cidadania, que fazia nos anos 90. Em tom de brincadeira, disse que não gostaria mais de ver crianças desalojadas de suas camas para que seja abrigado nas casas dos militantes.

A ideia, segundo Lula, é que a caravana seja transmitida em tempo real.

Serão 3.000 km de viagem. Acompanhado de cerca de dez colaboradores e de líderes locais, Lula passará dois dias em cada um dos Estados. A viagem deverá ser batizada de “Caravana da Esperança”.

À exceção de Pernambuco, o ex-presidente será recebido por governadores aliados nos demais Estados visitados. Após o giro nordestino, Lula quer ainda percorrer ainda a região Sul e os Estados de São Paulo e Minas Gerais.

“Está na hora de a gente ter um reencontro com a sociedade brasileira”, disse.

Na reunião, Lula afirmou que este é um momento propício para um fortalecimento partidário. Ele comparou a relação entre partido e eleitores com um casamento desfeito em que marido e mulher não encontram um par ideal.

Segundo ele, “nada aconteceu fora do PT, ninguém surgiu” para substituir o partido.

“A gente recuperou parte do tempo perdido. Porra, eu estava cansado de deitar cansado, levantar cansado, almoçar cansado. Levar porrada de manhã, de tarde e à noite. E a gente não reagia”, disse o ex-presidente.

E acrescentou: “Se receber desaforo, tem que dar desaforo também. Sem essa de bater do lado e virar outro lado. Apanhar é bom quando são os outros que apanham”.

A orientação aconteceu durante a reunião organizada pela Fundação Perseu Abramo, ligada ao PT, para lançamento do programa “Brasil em Movimento”. O documento fixa sete eixos de discussão para a elaboração de um plano de governo. Segundo seus organizadores, a ideia é apresentar uma proposta que vá além das eleições de 2018, um pós-Lula. 

Folha de S. Paulo

01/08/2017 08:27

MPF recorre de sentença de Moro e pede pena maior para Lula

A força-tarefa da Lava Jato no Ministério Público Federal (MPF) apresentou hoje (31) recurso contra a sentença que condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 9 anos e meio de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex em Guarujá, litoral de São Paulo. No documento de 136 páginas, os procuradores pedem aumento da pena e também do valor de reparação de danos que devem ser pagos pelo ex-presidente.

O MPF não concordou com decisão do juiz federal Sérgio Moro em relação ao armazenamento do acervo presidencial. Lula foi absolvido, juntamente com o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro e com o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, das acusações de lavagem de dinheiro.

“A assunção das despesas do ex-presidente Lula pelo Grupo OAS, representado pelo executivo Léo Pinheiro, estava maculada, desde o início, por interesses espúrios e foi praticada com clara intenção criminosa, notadamente a corrupção passiva do ex-presidente Lula e a sua atuação, em diversas frentes, em favor do grupo empresarial”, diz a apelação.

A força-tarefa também discordou do número de atos criminosos considerados por Moro para medir as penas de Lula, Léo Pinheiro e do ex-executivo da OAS Agenor Medeiros. Os procuradores manifestaram “inconformismo” e esperam aumentar, em segunda instância, o tempo de prisão que eles devem cumprir.

O MPF apresentou argumentos para pedir a condenação dos réus que foram absolvidos por Moro. Além de Okamotto, encaixam-se nesta condição os ex-executivos da OAS Paulo Gordilho, Fábio Yonamine e Roberto Moreira.

Na sentença de Moro, Lula foi condenado a pagar R$ 16 milhões em reparação de danos à Petrobras. Essa decisão também foi questionada pela força-tarefa, que pede o aumento do valor para R$ 87,6 milhões.

Ex-presidente também recorre

Nesta segunda-feira, os advogados de Lula também enviaram ofício para interpor apelação da sentença de Moro. O documento de duas páginas não apresenta os argumentos que contestam a decisão em primeira instância. “[A defesa] declara, nesta oportunidade, que deseja apresentar suas razões recursais diretamente em segunda instância, com base no Artigo 600, § 4º, do Código de Processo Penal. Desta forma, requer a remessa dos autos ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região, com posterior intimação para apresentação das razões”, diz o ofício.

25/07/2017 08:08

Brecha na Lei da Ficha Limpa pode beneficiar Lula na eleição de 2018

Se for condenado em segunda instância no caso do tríplex de Guarujá (SP), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pode recorrer a cortes superiores para garantir sua candidatura na eleição do próximo ano.

A Lei da Ficha Limpa impede que candidatos condenados por órgão colegiados (formados por grupos) sejam candidatos, mas um de seus artigos deixa uma abertura.

Ele estabelece que os tribunais superiores, a pedido dos réus, podem suspender a inelegibilidade de candidatos já condenados na Justiça. Seria uma espécie de liminar concedida em meio à campanha.

Lula foi condenado no último dia 12 por Sergio Moro a 9,5 anos de prisão por corrupção e lavagem e recorre em liberdade. O caso irá para a segunda instância, o TRF (Tribunal Regional Federal) da 4ª Região, com sede em Porto Alegre. (mais…)

Dinarte Assunção

Biografia Dinarte Assunção é jornalista formado pela UFRN. Atuou em redações como repórter de cotidiano, economia e política. Foi comentarista político da TV Ponta Negra. Atualmente é reporter do Portal No Ar e compõe a equipe do Meio Dia RN, na 98 FM. É autor do livro Sobre Viver - Como Venci a Depressão e as Drogas. Nas horas vagas, assa panquecas.

Descrição Ponto ID é um blog para noticiar o que importa. E nada mais.